Mais cartas de amor

Conheci um site muito lindo chamado More love letters. Tudo começou quando Hanna Brencher se mudou para Nova York e percebeu que a vida na Big Apple não seria tão glamourosa quanto ela imaginou. Ela ficou deprimida e encontrou conforto ao escrever. Começou como um diário, depois ela passou a escrever e espalhar cartas de amor, apoio e força pela cidade. Daí ela começou um site onde perguntava se as pessoas precisavam receber cartas assim. Ela acabou recebendo tantos pedidos que não conseguiu mais responder sozinha.

Hoje qualquer pessoa pode ajudar escrevendo cartas para alegrar o dia de alguém desconhecido. A equipe do site escolhe algumas histórias e qualquer um pode enviar uma correspondência. Você também pode indicar um amigo ou familiar para receber cartas de pessoas do mundo todo! Ainda existe uma sessão onde as pessoas enviam as cartas que foram encontradas pelo mundo. Achei uma ideia linda e tão delicada… Eu com certeza adoraria receber. Por enquanto, todas as mensagens são em inglês, mas já existe uma ideia para levar este projeto para outros países. Fofo recomenda!

Irmãos

Uma das minhas primeiras lembranças de infância é a do dia em que você nasceu. Nosso pai sempre teve gosto pela tecnologia e costumava gravar fitas de áudio. Então já ouvi uma pequena Ju cantando… “eu quelia um nenê”! Hahaha

E aí eu desenhava você, loura e de olhos azuis. Até que você nasceu. Me lembro de ficar presa na cozinha com a Nana porque uma cigarra enorme tinha entrado na casa. Sei que me irritei com o medo da nossa irmã mais velha e sai correndo dali, enfrentando “o monstro”. Tá certo, até hoje não sou fã dessas criaturas cantantes, mas ainda não entendo esse pânico de vocês…

Então você chegou em casa. Eu estudava no jardim de infância e lembro da Nana me buscar e falar sobre você enquanto subíamos o elevador. As recomendações eram que eu não podia fazer barulho e nem te pegar sozinha. O quarto estava meio escuro, para proteger seus olhos de bebê. Eu fiquei na ponta dos pés para te ver. E lembro que você já tinha brincos nas orelhas! Parecia um filhotinho, toda delicada, minha bonequinha.

Mais de 20 anos depois deste episódio, me pego pensando nisso porque hoje meu afilhado se tornou um irmão mais velho. Que delícia vai ser acompanhar estes dois pequenos se conhecendo e crescendo juntos! Saudades de você, irmãzinha.

Simplesmente acontece

Sabe aquele dia em que você só quer ver um filme bem leve e amorzinho? Simplesmente acontece é um destes filmes. Ele conta a história de Rosie e Alex, amigos inseparáveis. Feitos um para o outro. Mas eles vivem os desencontros e as confusões da vida em busca de seus sonhos e realizações.

O filme é divertido e como eu não conhecia a história, tive algumas surpresas… é um romance britânico, o que me agrada porque me dá a impressão de que há mais carinho  e delicadeza do que nos filmes americanos. Lily Collins (a Branca de Neve de Espelho, espelho meu) e Sam Claflin (de Jogos Vorazes) são os protagonistas.

Baseado no livro de Cecelia Ahern, a mesma autora de PS Eu te amo, que se tornou best seller e um lindo filme, feito para chorar baldes!

A história me fez relembrar alguns sentimentos de adolescência e me fez agradecer por já ter passado dessa fase… Um final feliz e um pouco de romance para alegrar o dia.

Estrela

Hoje a saudade bateu forte. Como um soco no estômago. Saudade de cantar o pinheirinho de Natal e queimar os dedos segurando as velas acesas. Saudade das rabanadas fresquinhas. De buscar cascas de árvores para enfeitar o presépio. Do sino tocando, nos avisando que o almoço está pronto. De você me pedir para ler aquele versículo alto, para toda a família ouvir, mesmo sabendo que eu morria de vergonha. De ouvir os cantos gregorianos. De andar pela cidade dizendo o nome de cada uma das árvores que encontrávamos pelo caminho. Das suas danças estilo Carmem Miranda. Do vinhozinho de cada dia. Dos verões em Itapoã. De você dizer “Feliz de você que tem uma vó para te dizer isso…”

voeju

Tantas vezes, você cuidou de mim. Das doenças de criança, dos aborrecimentos de adolescente. Das dúvidas de jovem adulta. Da sua maneira, você me ensinou tanto sobre a vida! Mais tarde, eu também cuidei de você. E agora, a Estrela mais brilhante é você.

A herança mais cara, mais rara, você deixou pra mim. Foi exemplo de mulher forte, guerreira, que sabe o que quer. Que não fica parada. Que faz, corre e luta para ser feliz.

A elegância, gentileza e sabedoria. O gosto pela música e arte. A educação e empatia. Isso não tem fortuna no mundo que pague. Afinal, a saudade é o amor que fica¹. Que quando não cabe mais no coração escorre pelos olhos². Eu espero um dia, poder ser exemplo para a minha família como você foi para mim.

¹ Dr Rogério Brandão

² Bob Marley

Meu dia na Tiffanys

Eu adoro jóias. Elas me passam uma ideia de eternidade, beleza e sofisticação. Lembro de bem pequena fuçar na caixa de jóias da minha mãe e andar pela casa enrolada em colares de pérolas! Hollywood apenas ajudou a aumentar o meu fascínio! Marilyn Monroe, Elizabeth Taylor, Grace Kelly… todas sempre apareceram deslumbrantes nos filmes. O tapete vermelho das premiações atuais também servem de passarela para as estrelas desfilarem brilho e glamour. Mas, na minha opinião, a diva Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo foi quem mais marcou. Tanto que meu sonho de consumo é uma joia da Tiffany & Co.

Café da manhã na Tiffanys

Café da manhã na Tiffanys. 

Enquanto a ida a New York não chega, me contento em ir a loja de Brasília. Da primeira vez, passei por perto, olhei de longe, mas não tive coragem de entrar. Há poucos dias, meu marido me levou lá. Eu estava de pé quebrado, de botinha. Como não conseguia andar, pegamos uma cadeira de rodas para que eu pudesse passear no shopping. Ao entrar, já fomos recebidos por uma vendedora com um enorme sorriso, uma fofa! Ela fez questão de me mostrar as joias e me deixou experimentar todos os anéis! Quase tive um ataque cardíaco! Gente, eles brilham muito mais do que eu poderia imaginar. Também pude conhecer as peças em platina e prata, além de objetos de decoração para a casa, para bebês e acessórios em couro.

Holly na Tiffanys

Holly na Tiffanys

A vendedora me falou sobre os tipos de lapidação dos diamantes, a história da marca e até me indicou um filme “O grande Gatsby” com Leonardo di Caprio. As joias (de tirar o fôlego!) utilizadas nesta produção são todas da Tiffanys. Outro filme que tem uma cena fofa na famosa joalheira é “Doce Lar“, com Reese Witherspoon e Patrick Dempesey.

O Grande Getsby

O Grande Getsby

Um pedido de casamento na Tiffanys - Doce Lar

Um pedido de casamento na Tiffanys – Doce Lar

Ainda não tenho o meu diamante na caixinha azul, mas tenho lembranças desse dia memorável e ainda recebi um catálogo maravilhoso. Como diria Holly Goolightly: Nada de ruim pode te acontecer na Tiffanys.

Foto: Divulgação

Alianças

Solitários

Solitários

Se eu Ficar

Se Eu Ficar é um filme daqueles para assistir com uma caixinha de lenços do lado. O drama conta a história de Mia Hall (Chloe Grace Moretz), uma adolescente muito talentosa, apaixonada pelo violoncelo e por Bethoveen. Mia começa um relacionamento com Adam (Jamie Blackley), o garoto popular da escola e roqueiro em ascensão. Ela precisa escolher se fica com o rapaz ou investe no sonho de estudar na famosa escola de música Juilliard. Filha de pais roqueiros descolados a garota vê sua vida mudar drasticamente após um acidente de carro.

Confesso que chorei mais do que quando assisti a Culpa é das Estrelas…

O filme, começa bem. A família é responsável pela parte cômica, com diálogos engraçados e situações leves. A melhor amiga Kim (Liana Liberato) também é divertida. Na metade final, o longa perde um pouco do ritmo e vira dramalhão mesmo.

Mia fica vagando pelo hospital, relembrando momentos de sua vida enquanto “a luz” fica rondando a garota. A trilha sonora é bem divertida e diversificada, misturando rock e música clássica.

Se Eu Ficar

O filme é baseado no livro de Gayle Forman, best seller desde sua estreia, ficando atrás apenas de a Culpa é das Estrelas. A obra foi relançada no Brasil pela Editora Novo Conceito, que também adquiriu os direitos da continuação, chamada Para Onde Ela Foi, que relata o amor do casal do ponto de vista de Adam.

A minha pessoa

Em 2005, eu era uma estudante universitária. Estava começando a entender este mundo da Enfermagem, dos hospitais. E então eles chegaram. Os residentes do Seattle Grace Hospital: Meredith Grey, Izie Stevens, George O’ Malley, Alex Karev e Cristina Yang. Poder ver que aquele grupo de residentes tinha medos e dúvidas tão parecidas com as minhas foi um alívio. E uma diversão.

No começo, eu não gostava muito da Cristina. Seus comentários sempre tão ácidos, a paixão pelo trabalho e os movimentos perfeitos. Seu jeito tão “tubarão” de ser… Aí a amizade dela e Meredith vai aumentando e se torna o relacionamento mais forte do seriado. E então ela define “a minha pessoa”.

Quer uma declaração maior do que essa? Uma amizade cheia de carinho, sarcasmo, dança e tequila. Tão verdadeira e segura. Daquelas que queremos na vida real.

A Drª Yang é mais do que isso. Ela já passou por poucas e boas! Foi deixada no altar, perdeu o pai, sobreviveu a um acidente de avião e ao trauma pós tiroteio, cantou Like a Virgin no Centro Cirúrgico… Sem contar as cirurgias mais complicadas e os desfechos sempre incríveis!

Muitas vezes quando já estava trabalhando na Cardiologia, eu conseguia ligar os casos dela às experiências que eu tinha no hospital. A cirurgiã cardíaca ia se orgulhar da enfermeira aqui!

E no final da 10ª temporada, Cristina se despediu. A atriz Sandra Oh não renovou seu contrato. Apesar disso, ela deu vida a uma das personagens mais emblemáticas da TV americana.Os roteiristas de Grey’s Anatomy vão ter muito trabalho na nova temporada.

E nós, vamos sentir saudades.

Meredith e Cristina

Meredith e Cristina