Sobre a morte e o morrer

A morte do Robin Williams no mês passado foi uma notícia chocante. Eu tinha acabado de entrar em um hotel em Salvador quando vi a notícia. Pensei muito sobre o assunto e resolvi escrever. Como uma pessoa que fazia todo mundo rir, que parecia tão alto astral pode ter chegado a esse fim?

O suicídio é algo perturbador, assustador e controverso. Já tive muitas experiências com este assunto e cedo na minha vida. Perdi duas amigas dessa forma quando ainda estava na escola. Também perdi dois familiares.

Todas as vezes me fiz as mesmas perguntas. Como podemos estar ao lado de alguém diariamente e não perceber que aquela pessoa está sofrendo tanto? Como podemos deixar de olhar apenas para nós mesmos e realmente ajudar alguém?

Me tornei enfermeira e na minha profissão também me deparei com situações tensas. Percebo que no mundo atual, cheio de tecnologia e redes sociais é mais importante ser feliz online do que na vida real. Cada pessoa tem uma personalidade e uma maneira de lidar com as situações da vida. Provavelmente não conhecemos ninguém a ponto de realmente entender as dores daquela pessoa, mesmo se falarmos de alguém próximo. Sim, o sofrimento nos faz crescer e aprender a viver. Mas pedir ajuda, seja pedir um ombro amigo para chorar num momento de angústia ou procurar um profissional, estas atitudes podem trazer tranquilidade.

Eu não tenho respostas para nada. Tento ser gentil com um sorriso, uma mensagem ou assando biscoitos. Espero que a vida seja mais do que curtidas na internet. Espero que sejam abraços e memórias na vida real.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s