Roda Gigante

Roda gigante. Um dia lá em cima, com a clara visão do horizonte. No outro bem embaixo, de cara na poeira. Quem liga para o sentido que roda? Cada um percebe o seu próprio momento. Apenas você, que sente o movimento, o frio na barriga e a náusea da descida.

Paciência. As minhocas da cabeça vão embora. Pássaros voltarão a cantar bonito lá fora. O tempo cura. Bobagem. E quando este tempo simplesmente não passa? Quando a única companhia é você mesmo e os seus pensamentos?

Foto: internet

Foto: internet

Aqueles sonhos no fundo da gaveta. E o desanimo que te impede de andar para a frente.

A névoa de hoje dificulta a visão. Mas o coração sabe que tudo tem prazo de validade. Não existe constância neste sentimento. Não é definitivo. A roda gigante vai girar, os lugares vão mudar e isso também vai passar.

Anúncios

Um comentário sobre “Roda Gigante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s