Livro: Não comi, não rezei mas me amei

Conheci Gisela Rao quando ouvi uma entrevista dela no rádio. Ela é publicitária e jornalista, conhecida do meu namorado e falava sobre seu blog e novo livro. Eu, que sempre me achei uma espécie de Bridget Jones tupiniquim fiquei muito interessada no blog dela, o Vigilantes da Autoestima. Lá ela escreve de maneira muito espontânea e divertida sobre como se amar mais e desenvolver a autoconfiança.

O livro, é uma espécie de diário, baseado na experiência que a Gisela teve ao observar a sua própria autoestima durante um ano. O “Rosinha”, como é chamado carinhosamente pela autora, “Não comi, não rezei mas me amei”, é um daqueles livros que a gente não quer mais largar.´É de uma leitura gostosa. A impressão que eu tive é que estava lendo uma grande amiga contar suas vivências e minhocas que muitas vezes se parecem com as minhas… Faz a gente sorrir e refletir sobre a vida.

Achei a idéia muito inspiradora. Em determinados momentos, fazer o papel de vítima é muito mais fácil, então, se pararmos para pensar e realmente observar nossos atos e atitudes frente às situações, com certeza podemos ser pessoas mais felizes. O livro é uma ótima dica de presente e pode ajudar a começar o ano novo de uma maneira mais feliz. Fofo recomenda!