Devaneios de biblioteca

Já tem um tempinho que eu não escrevo um post novo. Esse blog foi criado para ser uma experiência, sem um tema específico. Acabei falando muito de saúde, talvez por ser a minha área de trabalho. Sou enfermeira, apesar de estar trabalhando num ambiente extra-hospitalar. Geralmente passo meu intervalo do almoço na biblioteca e leio os jornais do dia.

Hoje uma notícia em especial mecheu comigo. Mais um jovem, de um país desenvolvido cometeu um massacre. Eu convivo com estudantes o dia todo, vejo como cada bobeirinha pode se tornar fonte de um grande sofrimento pra eles.

Não sou apenas a enfermeira na escola, tem horas que eles me fazem ser psicóloga e até uma mãe substituta. O que me preocupa mais é pensar em como as pessoas se fecham, não pedem ajuda, algumas nem conseguem desabafar!

É impressionante a quantidade de crianças que aparecem na enfermaria com as dores mais mirabolantes só porque querem um pouco de atenção. Sei que às vezes pensamos que não podemos fazer nada. Mas acredito que se pararmos para prestar atenção nas pessoas em nossa volta, sejam nossos parentes, amigos ou colegas de trabalho, quem sabe não podemos iluminar o dia de alguém?

Vamos celebrar a harmonia e a beleza da vida… vamos nos atentar às coisas simples e belas da vida.

Doe sangue

O Hemocentro precisa de doações de sangue. É muito simples se tornar doador. Basta ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 kg, ter boas condições de saúde e apresentar documento de identidade com foto. Por causa da campanha da vacinação contra a rubéola muitas pessoas não poderão doar por um período de 30 dias. De acordo com o site do Hemocentro cerca de 70% dos doadores estão na faixa etária que foi imunizada na campanha. É muito importante doar, todos os dias várias pessoas precisam receber sangue nos serviços de saúde e existe também a necessidade de um estoque para emergências. Doar sangue não dói, é fácil e rápido e pode salvar vidas. Um adulto tem cerca de 5 litros de sangue no organismo e na doação são retirados no máximo 450 ml. E mais, como os componentes sangüíneos (hemácias, plaquetas e plasma) são separados, com uma única doação você pode ajudar até quatro pessoas. Se por algum motivo você não pode ser doador, incentive seus amigos e familiares. Vamos apoiar essa causa, pessoal!!

Mais informações no telefone 3327-4424 e no Disque Saúde, 160. 

Imagem: www.cmps.ba.gov.br

Licença maternidade

Foi aprovado o projeto de lei que amplia a licença maternidade de 120 para 180 dias. Esse benefício é facultativo, porém as empresas que aderirem receberão incentivos fiscais. Já as mães, irão receber seu pagamento integral desde que não exerçam outra atividade remunerada e a criança não  esteja matriculada em creche. Como enfermeira obstetra eu fiquei muito feliz com essa notícia. Com certeza é um grande incentivo para o aleitamento materno exclusivo e a construção de vínculo entre mãe e bebê.

II Marcha Nacional da Cidadania pela Vida

No dia 10 de setembro a partir das 15 horas será realizada na Esplanada dos Ministérios em Brasília, a II Marcha Nacional de Cidadania pela Vida. O evento tem como objetivo mobilizar a população contra a legalização do aborto e é promovido pelo Movimento Brasil sem Aborto e apoiado por algumas organizações como a Conferência Nacional de Bispos do Brasil -CNBB, Federação Espírita Brasileira – FEB e pelo Forum Evangélico Nacional de Ação Social e Política – FENASP. Acho muito interessante que essas organizações estejam unidas em prol de um projeto em comum. De acordo com os organizadores, em 2007, a campanha reuniu aproximadamente 20 mil pessoas e a espectativa é de que esse número dobre em 2008.

 

Campanha de vacinação: Rubéola

A campanha de vacinação contra a rubéola já começou. Todas as pessoas em idade fértil devem se vacinar. Esse intervalo varia de acordo com a região, no DF, se você tem entre 20 e 39 anos deve ser vacinado. Tudo isso visa evitar a Sídrome da Rubéola congênita, que é uma infecção fetal que pode causar malformações, catarata, glaucoma, surdez e até cardiopatias. O Ministério da Saúde criou um site chamado Brasil Livre da Rubéola onde é possível aprender mais sobre a doença e tirar muitas dúvidas sobre a vacinação.